Instalação em sistemas Unix
PHP Manual / HOSPEDAGEM / Hospedagem de Sites / Registro de Domínio / Servidor Dedicado / Revenda / Web local / Php Manual Espanhol / Php Manual Francês / Php Manual Inglês

Apache 2.0 em sistemas Unix

Essa seção contém notas e dicas específicas para a instalação do Apache 2.0 com o PHP em sistemas Unix.

Aviso

Nós não recomendamos a utilização de um threaded MPM em produção com o Apache2. Use ao invés prefork MPM, ou use Apache1. para informações sobre o motivo, leia este faq sobre usando Apache2 com um threaded MPM

Recomendamos a » Documentação do Apache para obter um entendimento básico do servidor Apache 2.0.

Nota: Notas de compatibilidade do PHP e Apache 2.0.x
As seguintes versões do PHP são compatíveis com a versão mais recente do Apache 2.0.x:

Essas versões do PHP são compatíveis com Apache 2.0.40 ou superior.
Suporte a SAPI do Apache 2.0 começou no PHP 4.2.0. PHP 4.2.3 funciona com Apache 2.0.39, não use qualquer outra versão de Apache com PHP 4.2.3. No entando, a configuração recomendada é usar o 4.3.0 ou superior com a versão mais recente do Apache2.
Todas as versões mencionadas do PHP ainda funcionarão com Apache 1.3.x.

Baixe a versão mais recente do » Apache 2.0 e uma versão adequada do PHP dos lugares mencionados acima. Esse guia rápido cobre apenas o básico para para começar a usar o Apache 2.0 e o PHP. Para mais informação, leia a » Documentação do Apache Os número de versão foram omitidos para assegurar que as instruções não estejam incorretas. Você precisará substituir o 'NN' com os valores corretos dos seus arquivos.

Exemplo #1 Instruções de Instalação (Versão de Módulo Compartilhado do Apache 2)

1.  gzip -d httpd-2_0_NN.tar.gz
2.  tar xvf httpd-2_0_NN.tar
3.  gunzip php-NN.tar.gz
4.  tar -xvf php-NN.tar
5.  cd httpd-2_0_NN
6.  ./configure --enable-so
7.  make
8.  make install

    Agora você tem o Apache 2.0.NN disponível no diretório /usr/local/apache2,
    configurado com suporte a módulo compartilhado e o prefork MPM padrão.
    Para testar a instalação use o procedimento normal para iniciar
    o servidor Apache, ex.:
    /usr/local/apache2/bin/apachectl start
    e pare o servidor para ir para a configuração do PHP:
    /usr/local/apache2/bin/apachectl stop.

9.  cd ../php-NN

10. Agora, configure o seu PHP. É aqui que você personaliza seu PHP
    com várias opções, como quais extensões serão habilitadas. Execute o
    comando ./configure --help para uma lista das opções disponíveis. No nosso exemplo
    nós faremos uma simples configuração com Apache 2 e suporte ao MySQL. Seu caminho
    para o arquivo apxs pode ser diferente do exemplo. De fato, o binário pode até ser
    chamado de apxs2 no seu sistema.

      ./configure --with-apxs2=/usr/local/apache2/bin/apxs --with-mysql

11. make
12. make install

    Se você decidir mudar as opções de seu configure depois da instalação
    você precisará somente repetir os últimos 3 passos. Você somente precisará
    reiniciar o Apache para o novo módulo funcionar. Não será necessário recompilar
    o Apache.

    Note que, por padrão, 'make install' também instalará PEAR, além
    de várias ferramentas do PHP como phpize, instalar o CLI do PHP e mais.

13. Configurando seu arquivo php.ini:

    cp php.ini-dist /usr/local/lib/php.ini

    Você pode editar o seu arquivo .ini para configurar as opções do PHP.  Se
    você preferir que este arquivo fique em outro lugar, use a opção
    --with-config-file-path=/caminho no passo 10.

    Se ao invés de escolher o arquivo php.ini-dist, você escolher o arquivo php.ini-recommended,
    leia a lista de mudanças dentro do mesmo, uma vez que elas afetam a maneira como o PHP se comporta.

14. Edite o seu arquivo httpd.conf para carregar o módulo do PHP. O caminho no lado direito
    do comando LoadModule deve apontar para para o caminho do módulo PHP no seu sistema.
    O comando make install acima já deve ter adicionado estas linhas, mas tenha certeza
    de que as linhas abaixo foram adicionadas ao arquivo.

    Para o PHP 4:

      LoadModule php4_module libexec/libphp4.so

    Para o PHP 5:

      LoadModule php5_module libexec/libphp5.so

15. Diga ao Apache para avaliar certas extensões como PHP. Por exemplo,
    vamos fazer o Apache interpretar a extensão .php como um script PHP. Você poderia
    ter qualquer extensão(ões) avaliadas como PHP simplesmente adicionando-as, com
    cada uma separada por um espaço. Vamos adicionar .phtml para demonstrar.

      AddType application/x-httpd-php .php .phtml

    Também é comum configurar a extensão .phps para mostrar o código-fonte
    do script PHP com highlight, isso pode ser feito com:

      AddType application/x-httpd-php-source .phps

16. Use seu procedimento normal para iniciar o servidor Apache ex.:

      /usr/local/apache2/bin/apachectl start

Seguindo os passos acima você terá rodando o Apache 2.0 com suporte para o PHP como um módulo SAPI. Claro que existem muitas outras opções de configuração disponível para ambos, Apache e o PHP. Para mais informações use o comando ./configure --help na árvore de arquivos fontes correspondente. Caso você desejar compilar uma versão multithreaded do Apache 2.0, você deve sobrescrever o Módulo-MPM padrão prefork ou com o módulo worker ou com o perchild. Para fazer isso, acrescente ao comando configure no passo 6 acima a opção --with-mpm=worker ou --with-mpm=perchild. Tome cuidado com as consequências e entenda o que está fazendo. Para mais informações, leia a documentação do Apache sobre os » Módulos-MPM.

Nota: Se você quiser usar negociação de conteúdo, leia o FAQ relacionado à MultiViews.

Nota: Para compilar uma versão multithreaded do Apache, seu sistema deve suportar threads. Isso também implica compilar o PHP com o Zend Thread Safety (ZTS) experimental. Portanto, nem todas as extensões podem estar disponíveis. A configuração recomendada para compilar o Apache é com o Módulo-MPM prefork padrão.


Instalação em sistemas Unix
PHP Manual / HOSPEDAGEM / Hospedagem de Sites / Registro de Domínio / Servidor Dedicado / Revenda / Web local / Php Manual Espanhol / Php Manual Francês / Php Manual Inglês