Receitas - Tortas Salgadas, Pizzas, Pães & Calzones - Torta Capixaba

Arroz
Aves
Bacalhau
Bebidas Sucos
Biscoitos Bolachas
Bolos Tortas Doces
Carnes
Diet Light
Entradas
Glacês
Lanches Sanduíches
Massas
Microondas
Molhos
Pães
Peixes
Receitas Rápidas
Saladas
Salgados
Sobremesas Doces
Sopas Caldos
Sorvetes
Tortas Salgadas
Vegetarianas & Cua.
Reaproveitamento
Internacionais
Natal & Fim de Ano
Receitas para Regime
Culinária Mineira
Dicas & Utilidades
HOME


Torta Capixaba

ingredientes
18 caranguejos
18 siris
3 latas de palmito em conserva (ou 12 palmitos naturais)
2 quilos de peixe fresco e de primeira (badejo)
1 quilo de camarões (pequenos) frescos sem casca
2 pratos (fundos) de ostras
2 pratos (fundos) de sururu
2 dúzias de ovos
2 lagostas
10 maços de coentro
2 cabeças de alho
1 quilo de tomate
Pimenta malagueta
Pimenta-do-reino
Azeitonas verdes
5 cebolas
urucum
12 limões
Sal
Azeite
½ lata de óleo

Modo de Preparar
Ferver os caranguejos, siris, ostras e lagostas em água e sal. Limpar, desfiar e reservar. Fritar o urucum em ½ lata de óleo. Cortar um maço de coentro, 4 dentes de alho, 3 rodelas de cebola, 2 pimentas malaguetas e juntar com uma pitada de sal. Socar tudo e fazer um refogado com 4 colheres (sopa) de urucum. Juntar em seguida os camarões e cortar o outro maço de coentro, mais 3 rodelas de cebola, espremer o suco de ½ limão, colocar um pouco de azeite e um tomate picado. Deixar ferver e quando estiver vermelho e macio, escorrer e guardar à parte. Proceder da mesma forma com as ostras, os sururus e o peixe, que após ferventados com salsão desfiados e sofrem o mesmo processo do camarão. Fazer um refogado para cada tipo de marisco. Escorrer muito bem os mariscos refogados e, se preciso, espremer com as mãos para ficarem bem secos. Juntar as ostras, os sururus e o peixe, bem misturados, em uma panela fora do fogo. Colocar nesta etapa as azeitonas. Fazer um novo refogado, como foi feito com os camarões e demais ingredientes, apenas dobrando os temperos. Usar pouco urucum para não encharcar. Deixar tudo ferver por 5 minutos e colocar as ostras, os sururus e o peixe nesse refogado, deixando em fogo brando e mexer sempre. Verificar se o sal, o azeite e o limão estão "no ponto" (paladar). Adicionar o palmito, que se for em conserva deve ser cortado em rodelas e espremido com as mãos.
Misturar até o refogado ficar bem seco. Bater 8 a 10 claras em neve, depois adicionar as gemas e misturar tudo. Quando o refogado estiver seco, apagar o fogo.

Acabamento:
Untar bem a frigideira de barro (equipamento obrigatório para esta iguaria, fabricado e tradicionalmente usado na capital - Vitória - do Estado do Espírito Santo) com óleo e ir colocando nela o refogado, que recebe por cima os desfiados de caranguejos, siris e lagostas. Bater novamente de 8 a 10 claras em neve, adicionando as gemas e cobrir o refogado. Cortar rodelas de cebolas grandes e grossas e arrumar por cima, colocando uma azeitona no meio de cada rodela. Cortar também rodelas de 3 a 4 ovos cozidos, à parte, e dispor sobre o refogado. Levar ao forno quente por mais de 40 minutos ou até que o ovo que cobre a panela ficar bem seco. Servir com arroz branco. Usar molho de pimenta malagueta socada com suco de 1 limão. 


1469414694">